in Mulher cristã

Somos verdadeiramente fortes quando reconhecemos nossas fraquezas

at
somos-verdadeiramente-fortes-quando-reconhecemos-nossas-fraquezas

Somos verdadeiramente fortes quando reconhecemos nossas fraquezas. Talvez, isso soe um tanto contraditório no primeiro momento, mas trata-se de uma verdade, muitas vezes, mal compreendida e ignorada. Em tempos que ouvimos discursos do quanto somos independentes e fortes por si mesmas, nossa compreensão acerca de nossas fraquezas e pecados pode tornar-se deturpada por muitas de nós.

O apóstolo Paulo, em 2 Coríntios 12, relata a sua experiência ao ser arrebatado ao terceiro céu. Para que ele não se vangloriasse diante dos homens, foi lhe dado um espinho na carne, com a permissão de Deus. Para muitos, não se sabe ao certo o que de fato era esse espinho, apenas que causava grande sofrimento a Paulo. Três vezes ele pediu ao Senhor para que o espinho fosse tirado, mas a resposta ao apóstolo foi a seguinte: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (v. 9)

A resposta do próprio Deus à Paulo desfaz qualquer afirmação equivocada e egocêntrica de que somos independentes sem Ele e do quão vergonhoso é reconhecer nossas fraquezas e pecados. O apóstolo, sendo falho, poderia ter agido com tamanha ingratidão após seu pedido ter sido recusado por Deus, no entanto, o que ele escreve a seguir é uma das mais belas passagens bíblicas acerca de nossas fraquezas: “Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias.” (v. 9-10)

Como é possível um homem que sofria contantes perseguições e grande sofrimento de seu espinho na carne, alegrar-se nas fraquezas? Diferente do que nos é dito e ensinado, que bastamos a nós mesmas e somos poderosas, Deus nos mostra, através de Paulo, que nada podemos sem a Sua graça. Há um sentido muito mais profundo e verdadeiro quando compreendemos isso. Paulo compreendeu e escreveu: “Pois, quando sou fraco é que sou forte.” (v. 10.) Ele sabia que era a graça de Deus, e somente a graça de Deus, que o tornava forte, e não porque havia em si mesmo alguma força.

A Palavra de Deus, a qual deve conduzir nossa vida, nos ensina que somos verdadeiramente fortes quando reconhecemos verdadeiramente nossas fraquezas e pecados. Não bastamos a nós mesmas, mas é a Graça de nosso Senhor que nos basta. Essa é a nossa verdadeira força.

Share:
Laureane Antunes

Laureane Antunes

Cristã e tenho 21 anos. Sou criadora do blog Alma com Flores, no entanto, tenho profunda consciência de que se não fosse pela Graça de Cristo, nada disso seria possível. Apenas em meu Salvador posso florescer.

2 Comments

  1. Ci Santos

    Muito bom

    18 . jun . 2019
  2. Nati Freitas

    Impossível não chorar ao ler essa mensagem.

    19 . jun . 2019

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *