in Dificuldades, Vida cristã

Deus tem me dado ombros mais fortes

at
deus-tem-me-dado-ombros-mais-fortes

A coisa mais difícil que eu disse a Deus até hoje, não foi “Faça a Tua vontade”, embora também seja extremamente difícil de dizer isso em muitos momentos. A coisa mais difícil que eu disse a Deus foi “Tudo bem, Senhor. Tudo bem. Se o Senhor tiver que me esmagar, faça isso, para eu Te glorificar”.

Eu disse isso apenas uma vez em oração com tanta firmeza, estava completamente em prantos, mas apesar disso não consegui dizer outras vezes da mesma forma, mesmo sabendo que é o certo. Uma coisa sou eu pedir ao Senhor para fazer a vontade d’Ele em minha vida, ainda que possa não ser a mesma que a minha. Mas pedir a Ele para me esmagar e me despedaçar se fosse preciso? Eu precisei ter muita coragem, e uma coragem que só o Espírito foi e é capaz de me dar, porque se dependesse apenas de mim, eu jamais pediria algo assim.

“Eu estou com tanto medo, mas por favor, me ensina a confiar em Ti”, eu repeti isso tantas vezes, tão envergonhada, pois era quase sempre após ter falhado em confiar. Lembro-me perfeitamente do dia em que eu estava sentada na cadeira, em férias, me sentia angustiada, não sabia o que fazer, e como se fosse ontem, lembro-me do que minha consciência me disse:

Você não é mais uma menina. Está lidando com pecados reais, dores reais. Tudo que você leu e aprendeu sobre piedade e misericórdia… chegou o momento de colocar em prática”.

Eu pensei logo em seguida na resposta-pergunta: Deus, é verdade o que estou pensando? E novamente minha consciência me disse: “Sim, filha, é verdade”. Eu não sei se era Ele, mas prefiro acreditar que sim, porque desde então nunca esqueci. Posso dizer que Deus tem me dado “ombros mais fortes”, e que apesar de tudo, estou sendo conformada à imagem de Cristo, e esse é o meu maior consolo.

Não tenho mais dúvidas, se o meu Pai tiver que me esmagar, seja quantas vezes for, Ele fará. E não pedirá minha permissão. Não hesitará. Apenas fará. É bem provável que eu implore a Ele para que pare, mas se parar, de que adiantaria? “Ainda não!” Pode ser que seja a resposta d’Ele, a única resposta. É provável que tudo o que ecoe no silêncio d’Ele sejam os gritos da minha alma por socorro, mas Ele estará ouvindo. No entanto, que eu não esqueça que a mão que me despedaça, é a mesma que me mortifica. A mão que me esmaga, é a mesma que me salva.

“Morra antes de morrer, querida Ane. Não haverá chance depois”, certamente me escreveria Lewis, em reposta.

Share:
Laureane Antunes

Laureane Antunes

Cristã e tenho 21 anos. Sou criadora do blog Alma com Flores, no entanto, tenho profunda consciência de que se não fosse pela Graça de Cristo, nada disso seria possível. Apenas em meu Salvador posso florescer.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *