in Amizade

Querido Jack, mais uma vez lhe escrevo

at
querido-jack-mais-uma-vez-lhe-escrevo

Querido Jack,
Respeitosamente, eu escrevo mais esta carta. Talvez, seja uma maneira de sentir que estou sendo lida, ainda que impossível, por um querido e respeitoso amigo, quando os demais e quem eu mais gostaria estão distantes. Eu sinto em escrever a você que tenho percebido que Deus tem dado a mim uma força que não pensei ser capaz de ter. Há momentos em que sinto meu coração e minha alma sendo esmagados, mas com a ajuda do Senhor tenho suportado. Suas palavras são verdadeiras, “o perdão é uma ideia linda, até que se tenha algo a perdoar”. Quando tantas coisas acontecem e causam feridas profundas, permanecer amando e perdoar se tornam uma tarefa difícil. Mas é preciso perdoar o que é imperdoável. Esse é um dos milagres do amor – um dos mais difíceis. No entanto, querido Jack, não é a vulnerabilidade de amar que me assusta. O quão terrível pode se tornar um coração distante de seu Senhor? O quão tolo pode ser em acreditar que é capaz de arrepender-se sozinho e perceber por conta própria o quanto perdeu devido ao seu egoísmo e frieza? Quanto a mim, eu tomaria as dores deste coração se fosse preciso, mas nestes momentos sombrios e de prazer ao pecado, o sofrimento é a única maneira de despedaçá-lo e fazê-lo recuperar o juízo. Jack, eu poderia responder ao sofrimento de forma egoísta e desprezível, mas como uma mulher pecadora que teme e serve a um Deus misericordioso, eu me recuso a agir dessa maneira. Eu confesso, estou com medo e há momentos em que me sinto sufocada, mas preciso lembrar que tudo está sob o poder de Deus. Minhas fraquezas são apenas mais uma das condições que me deixam plenamente ciente de que dependo do meu Senhor. Querido Jack, se eu pudesse, lhe enviaria essa carta, mas apenas escrevê-la é de grande ajuda. Sinto como se estivesse escrevendo para um grande e honrado amigo, e de certa forma, isso é um consolo para mim. Tornarei a escrevê-lo.

Com carinho, A.

Share:
Laureane Antunes

Laureane Antunes

É cristã, estudante de Letras Português e tem 20 anos. Criadora do blog Alma com Flores, tem fé de que nos braços de Cristo podemos florescer.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *