in Vida cristã

Sou um vaso que um dia foi rachado, mas que hoje vive consertado

at
sou-um-vaso-que-um-dia-foi-rachado-mas-que-hoje-vive-consertado

Eu não queria entender os planos do Senhor e me recusava a ouvir sua voz me direcionando, preferia ficar de longe observando tudo que acontecia. Me distanciava do olhar do bom Deus, desprovida de segurança alguma, eu me equilibrava numa corda bamba com um abismo embaixo de mim. Meu coração chorava e minha alma gritava, mas eu não queria aceitar o consolo que iria me agradar. Não sentia esperança em meu ser, o que sentia era um misto de tristeza e solidão.

Porém, o tempo todo Deus estava presente, estendendo a sua mão para eu pudesse me erguer. As vozes me faziam encolher diante do turbilhão de desânimo que me atormentava e oprimia. E assim me escondia para não poder ouvir o que falariam sobre mim. Me distanciei da ajuda real me deixando ser preenchida pelo mal, que me corroía e me confrontava, me levando para longe do caminho ideal. Sentido o gosto salgado das lágrimas, me desolava ainda mais. Fiquei mergulhada em lágrimas até entender o real sentido de eu fugir de quem só queria o meu toque sentir. Foi então que percebi que estava perdendo o melhor, enquanto que todos ao meu redor procuravam abrigo no melhor lugar.

Eu havia chegado no nível mais difícil, mas a voz de Deus me fez entender que existia um propósito para minha dor e sofrimento. Tomei coragem e fui em busca da sua virtude, mesmo sem forças e de olhos marejados. A multidão me apertava, me olhava atravessada e não abria caminho para eu passar, mas lutei até me aproximar, e quando vi Deus me observar, eu acreditei que ia me sarar. E hoje, quando as memórias vêm, vejo, apesar de tudo que passei, que estava sendo guardada pelo Deus Criador. Depois de viver mergulhada num choro constante, Deus me restaurou me dando alegria num instante. Ele não me condenou, mas me libertou, enxugou as minhas lágrimas e me deu a verdadeira paz.

A presença d’Ele me renovou e se eu choro agora, é de alegria na presença d’Ele, por ter se doado a mim mesmo eu não merecendo. A sua Graça e misericórdia me alcançou, por isso, não me vejo mais sem a presença desse Deus tão amoroso que me diz: “É a minha graça que te basta”. Aceitei o chamado d’Ele e é assim que prossigo agora, com a fé depositada n’Ele, vivendo o melhor d’Ele e vendo o impossível se concretizar. Deus ainda é um mistério que a cada dia passo a conhecer, no entanto, sei que vai chegar o dia que o verei face a face. Ele não desistiu de mim e eu lutarei para segui-lo até o fim. Pois, quem me vê assim não sabe pelo que passei para chegar até aqui.

As lutas foram constantes, mas me deixaram mais fortalecida, pois sei que mesmo feita de barro, sou um vaso que um dia foi rachado, mas que hoje vive consertado pelas mãos do Melhor Oleiro. Deus me mostrou que posso ser forte n’Ele, pois, a angústia me feriu, mas não me destruiu. Apesar disso, não sou perfeita, pois ainda estou em processo de aprendizado e isso só se concretizará quando encontrar o meu Senhor face a face. Tenho certeza de que nesse dia finalmente serei tudo aquilo que Ele quer que eu seja.

Share:
Liana Bacelar

Liana Bacelar

Maranhense. Graduada em Letras-Português/Inglês e suas respectivas literaturas, pela Faculdade do Baixo Parnaíba-FAP, Técnico em Informática pelo Instituto Federal do Maranhão – IFMA, e cursando Licenciatura Plena em Música pela Universidade Estadual do Maranhão – UEMA. Membro da Igreja Assembleia de Deus e professora de jovens na Escola Bíblica Dominical.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *