Pode ser que você tenha uma grande decepção, daquelas que lágrimas pareciam incessantes. Perdeu aquela oportunidade que talvez não volte tão cedo. Uma tragédia. Tudo o que você fez não deu certo e a frustração tomou conta do seu coração. “Quando foi que eu errei? Queria saber… ”, pergunta a si mesmo sem ao menos existir uma resposta. Aquele príncipe virou sapo. Tudo um dia o que você sonhou torna-se cinzas. Há algum tempo você alimenta sua compulsão e sente-se escravo, preso à essa repetição.

É, às vezes, fica difícil olhar para o futuro e ter alguma expectativa. Parece que por mais que nos esforcemos, a tendência é sempre repetir aquilo que um dia foi cruel, seja em ações ou na memória, afinal, as marcas estão lá. E como doem. “Acho que não tem mais solução. Sou um caso perdido”, fica um sussurro quase sem força. E o passado-vilão olha para nós e ri da gente, e esbraveja: “você nunca vai se livrar de mim”.

Mas, “existem coisas melhores adiante do que qualquer outra que deixamos para trás”, disse o grande C. S. Lewis.

Podemos viver coisas novas, sim! Por mais difícil que seja a caminhada, quando permitimos viver novas experiências, novas ideias e ideais na vida, ao colocarmos toda nossa esperança naquilo que realmente é verdadeiro, temos a certeza que assim que deixamos nosso passado para trás, e isso não significa esquecê-lo mas sim compreender e perdoar todos os sentimentos e eventos traumáticos, conseguimos visualizar que temos a oportunidade sim, e viver coisas melhores adiante. Então, as lágrimas darão lugar a um sorriso; ao invés de achar um culpado haverá experiência; o amor será bem direcionado e no lugar de repetição ao erro haverão novos hábitos e a certeza que você é o protagonista da sua história.

Sim, “existem coisas melhores adiante do que qualquer outra que deixamos para trás” quando colocamos toda nossa confiança naquele que é o Senhor da História, com todos os seus propósitos e poder: Deus!

ESCRITO COM CARINHO PORAline Zeeberg
COMPARTILHAR
Textos Dos Leitores
Estamos abertos a publicar textos dos nossos queridos leitores. Basta que nos enviem os vossos textos e iremos rever com carinho a possibilidade de publicação.

RECOMENDAMOS


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here