Por mais que eu tente, nada que pertence a esse mundo é capaz de me satisfazer, por mais que eu deseje, por mais que eu sonhe, por mais que o meu peito queime com vontades que supro no meu dia-a-dia, sinto um vazio crescer a medida que tento me completar. O que há de errado comigo, Senhor? Porque eu não sei! Talvez, não tenha nada de ruim, já que eu não sou daqui e meu verdadeiro lar está tão distante que enxergo apenas o pulsar de uma estrela que brilha mesmo na neblina.

Deus, apesar de ser feita do pó dessa Terra e de estar nesse chão desde que nasci, ainda não me sinto pertencente a essa realidade. O caos é tanto, os problemas inúmeros, as dificuldades só aumentam, as perguntas ainda não encontraram respostas e a minha única certeza é que não sou daqui, mas que terei que suportar porque não tenho asas e se as tivesse é certo que aqui não mais estaria.

Mas a sua palavra me diz que é tudo momentâneo, que cada batalha física, mental e espiritual durarão breves segundos se comparados com o tamanho da eternidade que virá. E eu repito para mim: “Toda dor é por enquanto”. Eu sei que sim, sei que passará, sei que um dia terá fim, que no meu rosto passarão os seus dedos suaves, que irão até os meus olhos e enxugarão todas as lágrimas que um dia derramei. E depois, Pai, Você vai me abraçar, eu colocarei minha cabeça no seu peito e vou chorar meu último pranto, enquanto me diz aquilo que eu não suportaria ouvir aqui.

Eu me sentirei com a alma despida diante de Ti que sabe tudo sobre mim, que conhece aquelas partes que eu nem sequer sabia que existiam. No meu verdadeiro lar eu terei as respostas dos questionamentos que tanto me atormentaram, lá eu saberei os motivos de coisas ruins terem me acontecido e vou entender as razões que O levou a aceitar ser pregado numa cruz mesmo sabendo que vez ou outra eu O abandonaria. Mas o seu amor tão grande me encherá da paz que nunca pude sentir aqui e terei a calma que sempre persegui, enquanto o desespero, a ansiedade, a raiva e a decepção me deixarão.

Posso até estar perdida ao andar em círculos no caminho que não é o certo, é que ainda tenho minhas dúvidas sobre o lugar que devo ir enquanto estiver nessa existência. Sei que não me sentirei totalmente confortável e feliz, mas há algum cantinho por aqui onde poderei expressar o seu amor através do dom que me deu, onde poderei tocar quem o Senhor quer abraçar, falarei para quem precisa Te ouvir, levarei a cura para as pessoas que necessitam de uma transformação sua. É possível viver e ainda fazer o seu querer mesmo sentindo saudades suas.

Meus olhos inundam ao pensar na falta que o Senhor faz, eu sinto a sua presença, mas quanto mais mergulho, mais eu quero nadar para o fundo. A minha alma está em movimento e quer se libertar para te encontrar porque a saudade é tamanha, ela só quer voar, porque quando olho para o mundo nada mais importa. Mas não posso evitar o meu propósito aqui, não serei egoísta e não tentarei me livrar das minhas responsabilidades, apenas esteja comigo quando fizer Sol e quando a tempestade me assolar.

Fale comigo, eu calei o barulho do mundo para te ouvir, eu saí do meio da multidão para me encontrar a sós contigo. Vou orar porque sei que está me escutando, deixo tudo em silêncio, sei que a sua voz irá me acalmar. Eu preciso que cante para mim as mesmas canções que as estrelas cantaram para você no início do Universo. Eu sei que não ficaremos aqui por mais tempo, prometo que a saudade não vai me derrubar, mas fale um pouquinho e me faça rir, por favor. Eu sei que o tempo é um sopro e por isso preciso respirar antes que ele se acabe, mas fale comigo enquanto tento me achar em Ti.

O Senhor é real e sei que nada disso é loucura, a eternidade dentro de mim me diz para não temer, para jamais perder a fé e a confiança porque o Senhor vem, sim. Vem e me levará. Por mais que eu não mereça viver onde o pecado não vai entrar, não sou digna de morar junto de Ti, mas a sua misericórdia me alcançou e me salvou de tudo ruim que eu sou. Só vou suspirar mais um pouco, pois a esperança está vindo me dar as certezas que preciso para continuar e não desistir do céu. Mas continua me abraçando, não me deixa solta, não. Me enlaça, quero usar a minha liberdade para me prender nos seus braços.

COMPARTILHAR
Tatielle Katluryn

20 anos, maranhense, de coração pertencente ao Céu. Quero a cada dia mais transmitir as palavras que Deus quer dizer às pessoas.

RECOMENDAMOS


2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here