Olá, “ex-amor”. Faz alguns anos que não escrevo para você e para ser ainda mais sincera, não faço a menor ideia da última vez ao certo em que escrevi. E antes de qualquer pensamento bobo a respeito dos meus sentimentos vivos hoje, deixo esclarecido que nem um deles têm alguma relação com você, pelo menos não os melhores. Não sei como você está, se mora na mesma cidade, se continua com seus estudos ou se ainda está vivo. Não sei absolutamente mais nada sobre você e não estou à procura de saber. Não estou escrevendo para saber como você está, se encontrou um novo amor ou se decidiu mudar, estou escrevendo para agradecer.

Não lembro com detalhes do curto passado que tive ao seu lado, das promessas que você me fez ou das palavras bonitas que me dizia, mas lembro com detalhes do quanto precisei suportar com a sua partida. No início, era como se o Céu gradativamente estivesse perdendo a sua cor, o tom azul vivo e tão bonito como de costume parecia estar desaparecendo e junto com ele meu sorriso. Não nego, foi a partida mais dolorosa de toda a minha vida até agora e isso não é exagero clichê. Precisei suportar a suposta dor da perda que eu acreditava estar sofrendo, a dor da traição, da decepção e das incontáveis mentiras da sua parte. Mas, não estou escrevendo para destacar o que ficou para trás, irei direto ao ponto.

Obrigada. Obrigada por ter me mostrado que a confiança é algo precioso demais para ser entregue a qualquer pessoa. Obrigada por ter me mostrado que preciso estar atenta às muitas palavras bonitas, porque podem ser profundamente vazias. Obrigada por ter me mostrado que é preciso clareza para tomar a decisão de compartilhar com alguém não tão próximo minhas feridas. Obrigada por ter me mostrado as verdadeiras características de um melhor amigo, que por sinal, hoje, percebo que você não tem nem uma.

Obrigada por ter me mostrado que o coração pode ser um grande amigo, mas também um terrível inimigo quando está necessitado de cuidados e escolhe sem sabedoria quem permitir que o alcance. Obrigada por ter me mostrado que pessoas como você, podem facilmente transferir a culpa de seus erros para quem está por perto. Obrigada por ter me mostrado que quem muito engana, em algum momento a máscara cai. Obrigada por ter me mostrado que quem respeita, mantém intacto os seus valores.

Obrigada por ter me mostrado que o pior erro que posso cometer é trocar as minhas prioridades. Obrigada por ter me mostrado que a minha pior falha foi ter colocado Deus em segundo lugar e você em primeiro em minha vida, realmente, isso é algo pelo o que devo agradecer. Obrigada por ter me mostrado que posso, sem perceber, orar conforme a minha vontade e responder minhas próprias orações acreditando cegamente que fui respondida por Deus. Obrigada por ter me mostrado que posso ignorar os “nãos” do Céu e transformá-los em “sims” com uma facilidade surpreendente. Obrigada por ter me mostrado que, quando solto as mãos de Deus para segurar apenas as de uma única pessoa, me perco facilmente.

Não sei quantas vezes escrevi a palavra “obrigada”. Você me mostrou apenas as minhas falhas, mas havia mais que isso. Após a sua partida, fui acolhida por Deus e por pessoas enviadas por Ele para cuidar das minhas feridas e dores. Não vou mentir, pedi algumas (muitas) vezes a Deus para que você voltasse, mas eu ainda não sabia que a sua partida era plano Dele.

Lembro perfeitamente de ter pedido a Ele a verdade e após um ano e meio recebi a resposta que precisava. Nos primeiros momentos, “a luz da verdade machucou os meus olhos”, foi isso o que uma pessoa próxima escreveu para mim. E, sim, machucou mesmo, mas agradeci por tudo o que li e ouvi. Quando fiz questão de pedir a Deus a verdade, Ele fez questão de me mostrá-la e eu fiz questão de agradecê-Lo. Por muito pouco perdi meus sonhos, minha esperança. Por muito pouco me rendi à solidão, mas fui resgata por Deus, fui salva novamente por Ele, como de costume.

Não sei se um dia você irá ler minhas palavras, a intenção delas não é que sejam lidas por você, é algo meu que, eu sei, precisava ser compartilhado. Mas, se um dia você as ler, saiba que me libertei das palavras bonitas e promessas vazias no mesmo instante em que decidi perdoá-lo. Não sinto ódio ou rancor, mas sinto muito por você desconhecer o amor. Hoje, posso dizer com toda a certeza que sou livre. Você se tornou um capítulo do meu passado que jamais poderá ser apagado, mas que permanecerá lá.

Há muito tempo, desejei que esse capítulo jamais tivesse existido, mas, hoje, afirmo sem medo que se eu pudesse voltar no passado para apagar cada dor, cada ferida, cada dia e noite de choro, a resposta seria, não, eu não voltaria. Não voltaria por uma série de motivos que me trouxeram amadurecimento, aprendizado, fé. Espero que, um dia, você reconheça o valor da verdade, do amor e do perdão, porque deve ser terrível não ser verdadeiro consigo mesmo e com aqueles que estão por perto. A vida, apesar de dura, é justa, aquilo que plantamos é aquilo que colhemos. Torço para que as suas sementes não sejam as mesmas do passado, porque se forem, a sua plantação continuará escassa de bons frutos.

A mulher que fui há alguns anos não é a mesma de hoje. A mulher de hoje se tornou próxima de Deus, cresceu em fé, compreendeu que o seu coração e a sua alma são os meus maiores tesouros e que, em hipótese alguma, deve ser alcançada por um homem que não se esforce para amá-la como Cristo a ama. A mulher de hoje é livre para viver não uma falida história de amor, mas uma real história de amor.

Obrigada por sua partida. Adeus.

RECOMENDAMOS


12 COMENTÁRIOS

  1. ai ai, tem muito de você em mim ou muito de mim em você… Nao sei, só sei que me sinto como se fossemos melhores amigas, nunca me identifiquei tanto com as histórias de alguém. rs
    Que Deus lhe abençoe menina, seja usada pra curar e pra dar vida. Lhe amo!

  2. Ler esse texto me fez perceber que a dor realmente é necessária, e cada choro tbm. Estou passando por esse momento, o dar dor, de aceitar que realmente ele foi embora. Mais eu sei que pra tudo existe um propósito e eu sei que coisas melhores estão pro vim da parte de Deus. Somos princesas, e nosso príncipe real está chegando, mais no tempo do Senhor.

  3. Nossa parece que vc me escreveu a minha história porque eu sei o que é isso, passei por isso a cerca de 5 anos, com ex amor tbm e aprendi muito e eu agradeço por ter passado. Porque aprendi muito, sofri, mas, se não tivesse vivido eu não seria quem sou hoje.

  4. Bem insensível nossa amiga. A gratidão não está em quantos obrigado diz. Mas em respeito a outro ser humano, lembre-se do 1° Direito de quem é preso nos filmes. Quando penso “como pode pensar isso de mim”, senpre tem motivo, acredite. E se você nunca confiou porque tanta raiva?a outra pessoa entendeu, com certeza bem triste, percebendo seu preconceito. Por qualquer motivo.
    Fique com Deus,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here